fbpx

Boteco do JB

Menu Close

quem vai pagar o pato?

comecei a acompanhar futebol no começo dos anos 80 e até hoje não vi dupla de zaga mais elegante que dario pereyra e oscar. mas teve muito mais… pita no meio de campo, waldir peres no gol, as seleções de 82 e 86 (a minha preferida, pelo inegável charme da decadência) e outros times dignos de nota, tais como a democracia corintiana e um belo santos de 1984.

na minha visão, o auge da história do time pelo qual tenho enorme apreço começa com a conquista do brasileirão de 1977 – outra hora escrevo sobre essa noite histórica – e culmina na conquista do bi-mundial do telê. depois disso ainda tivemos grandes momentos, como o tricampeonato brasileiro e mais um mundial. mas o sucesso exige a queda.

só não esperava que a queda fosse tão grande. assim como vivi pra ver boa parte do auge do time, estou aqui para presenciar a pior fase de sua história. presidentes estranhos, dirigentes esquisitos e uma inacreditável sequencia de pipoqueiros milionários, que prezam mais por jc que pelo spfc.

postura equivocada de jogadores de futebol não é privilégio do spfc, vide o imbecil do neymar, entre outros.

mas essa catastrófica pandemia faz com que joguemos uma lupa nas declarações de vozes mais conhecidas.

e foi debaixo do cenário dantesco da morte de mais de 1000 pessoas por dia que o jogador pato deu uma infeliz declaração de apoio ao presidente genocida diretamente responsável pelo agravamento da situação do país que é o novo epicentro da pandemia.

agora não é mais questão de má ou boa administração, mas de vergonha na cara. esse jogador deve ser demitido e expulso para todo o sempre do futebol. sua trajetória deve ser condenada pela história.

até porque dentro de campo ele nunca teve destaque digno de menção mesmo. sua ausência preencherá uma grande lacuna.

© 2020 Boteco do JB. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.