fbpx

Boteco do JB

Menu Close

darth vader

certa vez, ao entrevistar um famoso chef francês, perguntei a ele se não se incomodava em fazer merchand de produtos bosta. me respondeu que, se paga as contas dele, tá tudo certo, foda-se. esse pelo menos assume a canalhice, sem ter o cinismo de quem finge que tenta salvar o mundo.

admirável mundo velho.

problema maior ocorre quando é mais difícil reconhecer o inimigo. ainda mais nesses tempos onde tantos garimpam por uma causa para chamar de sua.

não existe boa fé por parte de quem organiza um evento pra falar da bola da vez, a alimentação saudável, e ao mesmo tempo tem contrato milionário com café de cápsula num país onde se tem algo que não falta é bom café produzido por agricultura familiar.

estamos falando do mesmo chef que se apropriou culturalmente da baunilha do cerrado, deixando pequenos e modestos produtores na merda. se isso não é novo colonialismo, eu não sei o que é.

mesmo raciocínio foi levado a belém do pará, na casa das onze janelas, onde nossa heroína tainá marajoara expulsou o bandido, inclusive o humilhando internacionalmente.

não é todo dia que se perde.

infelizmente são paulo não tem a mesma gana e caiu no conto do bioma, largando às traças vários boxes de um mercado municipal cuja óbvia função é a de abastecer a população. pode ter certeza de que alguém se deu bem com essa jogada, siga o caminho do dinheiro.

nem com os seus, em sua própria cozinha, onde parece ser proibido fazer comida gostosa, o ativista em questão age de maneira razoável. quem duvida que pesquise o cotidiano de seus estagiários e cheque se eles recebem ao menos a condução.

a indústria alimentícia existe pra servir e ser cobrada, tal como um político. e quem a representa deve ser combatido.

não se deixe enganar por discursos de efeito maleficamente elaborados por quem não dá a mínima pra ti.

pau na canalha.

© 2020 Boteco do JB. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.