fbpx

Boteco do JB

Menu Close

azedo

é inegável a evolução do mercado de cervejas artesanais no brasil. claro que temos um longo caminho a percorrer, mas até antes de ontem o que tinha era uma ou outra ipa bosta e olhe lá.

assim como não se muda o cenário da noite pro dia também pode demorar um bocado pra mudar alguns hábitos do bebedor.

não sei, por exemplo, por onde andam os breguíssimos bebedores de barolo, fiéis ao curioso ato de bebê-los mesmo sob um sol camusiano cuja sensação térmica ultrapassa qualquer grau de civilidade. por que não bebem riesling, ou qualquer outra coisa que combine mais com nosso clima? sempre pensei. e tenho certeza que até hoje há quem escolha a bebida – não bebem vinho, bebem rótulos! – na carta do fasano pela última página, onde ficam os mais caros, independente da qualidade.

mesma coisa com drinks. pra que diabos beber um sazerac num bar cheio cujo mormaço atinge picos de pista premium de show do iron maiden? qual é o problema em mandar um daiquiri? ou uma caipirinha? não seria mais lógico?

poderia dar mais inúmeros exemplos, mas não responsabilizemos o sofá da sala pelo adultério. o problema não está na bebida, mas sim nas pessoas.

então, voltando à cerveja. claro que hoje tem ipas brasileiras boas, por menos que elas tenham a ver com nosso clima tropical. sorte de quem as aprecia. desejo bom ipa day a todos que forem de ipa day.

mas já não passou da hora de pensarmos numa sour day?

vamos? quem organiza?

© 2020 Boteco do JB. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.